Destinos

8 motivos para conhecer o Alentejo pedalando

Venha conferir oito razões porque essa região é fantástica para ser descoberta pedalando.

A região do Alentejo é uma das mais belas de Portugal. Famosa e amada por seu vinho e paisagem serena, é também a maior região do país, espalhando-se desde a fronteira com a Espanha até a costa atlântica. Por sua extensão territorial, apresenta uma variedade de ambientes e paisagens que vão desde a área mais montanhosa da Serra de São Mamede, passando por planícies, colinas ondulantes e vinhas a perder de vista, até as praias desertas do sudoeste alentejano.

Para os ciclistas e cicloturistas, o Alentejo oferece um sem fim de possibilidades e é provavelmente a região de Portugal mais acessível para pedalar. A Live Love Ride – Portugal Bike Tours, empresa que opera viagens de bicicleta no Alentejo, listou oito razões porque essa região é fantástica para descobrir pedalando. Confira abaixo!

Alentejo pedalando

1- Tem uma rede de estradas secundárias quase sem carros

A maior parte das estradas nacionais, regionais e municipais no Alentejo são cuidadosamente mantidas e apresentam uma frequência de tráfego muito baixa, tornando-se ideais para pedalar em segurança. É normal percorrer grandes distâncias em estradas secundárias sem encontrar nenhum carro.

Além da segurança, esta tranquilidade permite apreciar a paisagem, os sons e os aromas característicos das suas áreas rurais, agrícolas e florestais, de uma forma mais intensa e profunda.  Serão inúmeras as exclamações de espanto e surpresa que você soltará ao pedalar nestas estradas perfeitas, rodeadas de incrível beleza.

2- É perfeita para todo o tipo de ciclistas

Esta região é conhecida por suas planícies sem fim e por suas colinas ondulantes. Elas são perfeitas para pedalar para quase todos os tipos de ciclistas, experientes ou iniciantes, justamente por sua topografia suave, quase sem variações.

Mesmo a região norte do Alentejo, a mais montanhosa, pode ser visitada e apreciada por ciclistas iniciantes. Começando a visita pela bonita e fortificada cidade de Marvão, no coração do Parque Natural da Serra de São Mamede, é possível pedalar todo o Alentejo, de norte a sul e para o litoral, sem nunca precisar enfrentar subidas muito longas ou íngremes. Para quem procura aventura, há sempre opções para tornar a pedalada mais desafiadora, subindo a Serra de São Mamede ou a Serra da Ossa.

3- Tem uma gastronomia incrível

A qualidade da matéria-prima e o aproveitamento minucioso e inventivo de tudo o que a terra e o mar dão fazem com que o Alentejo tenha uma das culinárias mais apreciadas de Portugal. Desde os pratos de carnes das planícies e do montado ao peixe fresco e mariscos do Atlântico, a variedade de sabores é impressionante.

São famosos o pratos de carne que utilizam o porco preto alentejano. Este animal, alimentado com frutos de azinheiras, carvalhos e sobreiros, as chamadas bolotas, e criado solto no campo, adquire uma maciez e sabor incrível. Igualmente especiais são o peixe fresco e os mariscos da costa atlântica, preparados com grande simplicidade, mas de riqueza e sabor surpreendentes.

4- Seu enoturismo e tradição vinícola são incríveis

Com um clima propício à plantação de vinha e produção de vinho, o Alentejo é uma das regiões vinícolas mais antigas de Portugal, onde se encontram produtores estabelecidos há mais de 700 anos.

A área de plantação de vinhas é imensa e oferece à paisagem uma cor e aroma característicos. Os vinhos aqui produzidos figuram também como os melhores de Portugal, havendo excelentes exemplos de brancos e tintos, que se pode provar em diversas propriedades produtoras.

Elas abrem as portas para mostrar o que fazem de melhor, e vão levá-lo numa viagem de imersão na arte de produção do vinho, complementada com uma prova de vinhos ou mesmo uma refeição acompanhada de degustação. Não há melhor forma de saborear um vinho do que numa prova orientada em que aqueles que o produzem transmitem a paixão que colocam nesta atividade.

Vem conferir essas dicas de passeios no Alentejo, no nosso Podcast

5- É uma região extremamente segura

Portugal é considerado o terceiro país mais seguro do mundo, e o Alentejo é das regiões mais seguras de Portugal. Com uma baixa densidade populacional, tem uma taxa de criminalidade ainda mais baixa. Embora os viajantes encontrem poucas ciclovias ou estradas dedicadas somente a bicicletas, as estradas são seguras também aos ciclistas, uma vez que há pouco tráfego de carros, e os motoristas tratam os ciclistas com respeito.

Para manter-se em segurança, o ideal é evitar estradas como Itinerários Principais (IP), que ligam as maiores cidades. Tais trajetos costumam ter maior volume de automóveis circulando, e a velocidade permitida também é maior, o que pode causar desconforto em quem pedala. No entanto, há muitos caminhos alternativos por estradas secundárias com ótimo asfalto.

Em hotéis e restaurantes alentejanos, os turistas encontram as melhores práticas de higiene, planejadas e postas em prática em conjunto com a autoridade de saúde de Portugal, que permitem a sua estadia em segurança.

6- Sua herança histórica e cultural é inesquecível

Dada a sua geografia e clima mediterrânico, esta região tem sido ponto de fixação e passagem para o homem desde que este se estabeleceu na Península Ibérica, há dezenas de milhares de anos. Prova disso são os monumentos megalíticos pré-históricos que pontilham seu território, e que conseguimos visitar e observar ao pedalarmos nas estradas do Alentejo, com destaque para o Cromeleque dos Almendres, próximo a Évora.

Da história mais recente, há cidades e vilas fortificadas em diversos lugares do Alentejo, como as vilas fronteiriças fortificadas de Marvão, Elvas, Estremoz, Monsaraz e mesmo Évora. Em todas elas e, em especial, nesta última, encontramos grande herança cultural, arquitetônica e monumental em edifícios como a Sé Catedral de Évora e o Templo Romano.

7- Conta com diversidade de hotelaria de charme rural, histórica, de praia e de luxo

Você poderá encontrar desde herdades produtoras de vinhos e propriedades agrícolas que converteram as suas casas senhoriais em hotéis, retiros rurais ou de luxo, com produtos biológicos e foco em bem-estar, até antigos conventos ou castelos transformados em pousadas históricas com todas as comodidades, onde é possível dormir em quartos com mobília da época medieval, tomar o café da manhã em salões de recepção centenários ou visitar as capelas usadas pelos monges de outrora. Na cidade de Évora, há também modernos hotéis de três, quatro e cinco estrelas, sempre com a preocupação de integração numa cidade histórica fortificada.

A costa do Alentejo conta com inúmeros hotéis de charme, com poucos quartos, que apostam em oferecer um serviço personalizado num ambiente relaxado de praia, mas com preocupações ambientais, de bem-estar e saúde, e onde os viajantes podem praticar caminhada, surfe, stand-up paddle e outros esportes marítimos.

8- O território e a paisagem são extremamente tranquilos

Para a maioria dos portugueses, o Alentejo representa um ideal de paz e tranquilidade; há algo de relaxante na paisagem de horizonte largo e colinas ondulantes, que dá calma e coloca o turista no ritmo rural e sereno desta região.

Esta tranquilidade visual provoca também uma calmaria interior, de forma natural, mesmo para aqueles que vêm de cidades frenéticas. O corpo relaxa e integra-se ao ambiente que o rodeia. Esta desaceleração permite desfrutar verdadeiramente o tempo passado na região, saborear a comida e o vinho e apreciar as belas estradas, fazendo desta região um destino perfeito para aqueles que querem uma experiência autêntica de ciclismo ou cicloturismo.

Redação
Redação
O Portal de Portugal é uma plataforma de comunicação que chega para divulgar os destinos e atrativos turísticos do país, sua hospitalidade, gastronomia, cultura e estilo de vida.   Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil exceto quando especificado em contrário e nos conteúdos replicados de outras fontes. Havendo reprodução total ou parcial favor citar a fonte: www.portaldeportugal.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *