Destinos

Porto: Ponte D. Luís, uma autêntica obra de arte da cidade invicta

A Ponte Luís I ou Luiz I, popularmente também chamada Ponte D. Luís, é uma ponte em estrutura metálica com dois tabuleiros, construída entre os anos 1881 e 1888, ligando as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia (margem norte e sul, respectivamente) separadas pelo rio Douro, em Portugal.

Esta construção veio substituir a antiga ponte pênsil que existia no mesmo local e foi realizada mediante o projeto do engenheiro belga Théophile Seyrig, que já tinha colaborado anteriormente com Gustave Eiffel na construção da ponte Maria Pia, ferroviária. A ponte foi inaugurada em 1886 (tabuleiro superior) e 1888 (tabuleiro inferior e entrada em total funcionamento).

A afirmação de que devido à ausência do rei D. Luís I na inauguração, decidiu a população do Porto, em resposta ao ato desrespeitoso, retirar o “Dom” do respectivo nome parecem não corresponder à realidade, sendo assim uma lenda. Na segunda metade do século XIX, o comércio progredia na cidade do Porto. As fábricas espalhavam-se por todo o bairro oriental da cidade, dito brasileiro.

O tráfego para Gaia e Lisboa crescia a olhos vistos, e a bela Ponte Pênsil não chegava para uma circulação eficaz. Por proposta de lei de 11 de Fevereiro de 1879, o Governo determinou a abertura de concurso para a “construção de uma ponte metálica sobre o rio Douro, no local que se julgar mais conveniente em frente da cidade do Porto, para a substituição da atual ponte pênsil”, após o governo não ter aceitado um projeto da firma G. Eiffel et Cie. que só contemplava um tabuleiro ao nível da ribeira, com setor levadiço na parte central.

Seguro Viagem: Europa
GTA 55 EUROMAX Assistência médica EUR 55.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 21/dia*
TA 40 Especial - Internacional Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 10/dia*
AT 40 INTER Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.500 R$ 11/dia*

Um projeto que mereceu um Grande Prêmio na Exposição Universal de Paris de 1878, mas não servia para uma eficaz ligação entre os núcleos urbanos do Porto e Gaia. Por isso aquele concurso impôs como premissa necessária à concepção de uma ponte de dois tabuleiros. Apresentaram-se numerosos concorrentes: Société de Braine Leconte, Société des Batignolles, G. Eiffel et Cie., Auguste LeCoq. Andrew Handyside, Société de Willebroek e John Wixon.

Foi vencedora a proposta da empresa belga Société de Willebroeck, com projeto do engenheiro Teófilo Seyrig, que já tinha sido o autor da concepção e chefe da equipe de projeto da Ponte D. Maria Pia. Teófilo Seyrig, enquanto sócio de Gustave Eiffel, assina como único responsável a nova e grandiosa Ponte Luís I.

A construção inicia-se em 1881 e a inauguração acontece a 31 de Outubro de 1886. A estrutura da nova ponte, verdadeira filigrana de ferro, que passou a ser, juntamente com a Torre dos Clérigos, o ex libris por excelência do Porto, pesava no seu conjunto 3.045 toneladas. A ponte ficou iluminada por meio de artísticos candeeiros de gás, 24 no tabuleiro superior, 8 no inferior e 8 nos encontros.

Com informações de Ncultura


Publicidade Ⓘ

Quer saber como conseguir a cidadania portuguesa?


Redação
Redação
O Portal de Portugal é uma plataforma de comunicação que chega para divulgar os destinos e atrativos turísticos do país, sua hospitalidade, gastronomia, cultura e estilo de vida.   Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil exceto quando especificado em contrário e nos conteúdos replicados de outras fontes. Havendo reprodução total ou parcial favor citar a fonte: www.portaldeportugal.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *